Um tema que não se toca

Tem um tema silenciado entre os meus dedos
Foi o vácuo do tempo
de quando a gente cresce e
não sonha mais
(teto preto)

fantasia
do amor

não perdi esperança
ela quem deixou de me encontrar
É que, senhora, respira tão difícil a utopia
que nem os olhos escutam
a boca vê
os ouvidos cheiram
a pele habita

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s